Olé Madri !| Dicas do que fazer e comer…

Plaza de las Cibeles

Enfim voltei! Mas Madri e Barcelona ainda não saíram da minha cabeça…

Inacreditavelmente ainda não conhecia a Espanha e até agora não sei como adiei tanto essa viagem. Um pouco preocupada com a crise, pensei que eu não fosse encontrar as cidades tão efervescentes como pude ver. Não só os turistas mas os madrilenhos e barcelonenses mostraram uma cidade rica, que mesmo apesar da crise, é grandiosa em cultura, gastronomia e arquitetura e o meu único arrependimento foi ficar tão pouco…

Olé Madri!

Não dêem ouvidos a quem disser que para conhecer Madri, um dia ou dois são suficientes. Ficamos 4 dias e eu ainda achei que foram poucos. Assim, decidi compartilhar com vocês as principais atrações que visitei, as dicas sobre gastronomia e hotéis.
Dessa maneira vou descrever Madri a partir de suas regiões e principais locais e o que eu encontrei de melhor em cada uma delas.

Paseo del Prado e Gran Via

Como me hospedei numa região bem central (Plaza Santa Ana) foi muito tranquilo todos os deslocamentos e logo no primeiro dia de viagem deixei para me “situar” e conhecer logo as principais atrações. Portanto, o Paseo del Prado pode ser o ponto inicial pois é o principal boulevard de Madri. É lá onde estão os museus clássicos como o Thyssen-Bornemisza e o Museu do Prado.

Museu do Prado

Caso opte apenas por um museu, e esse for o Museu do Prado, não deixe de ver “As Meninas” de Vélazquez e as pinturas de Goya e Bosch.

Após o museu com certeza já será hora de uma refeição e essa região tem bastante coisa interessante (veja a lista abaixo). Logo alí pertinho do Museu também está o Parque del Retiro e n-a minha opinião uma das áreas verdes mais agradáveis da cidade. Lá dentro está o Museu Velasquez e também o Palácio de Cristal, vale muito a visita.

Parque do Retiro

IMG_5106

IMG_5121

Pertinho do Museu do Prado, na Gran Via, conheça ainda a  Plaza de las Cibeles que  possui a fonte mais famosa de Madri. Vá até o Palácio de las Comunicaciones, suba até a sua sexta “planta”. Nesse andar do edifício ficam o elogiado restaurante Palácio de Cibeles e também a Terraza Cibeles, ótimos para se ter uma visão da fonte mais famosa da cidade .

Plaza de las Cibeles
Plaza de las Cibeles
Palacio de Las Comunicaciones
Palacio de Las Comunicaciones

Na Calle Alcalá…

Ao entrar na Calle de Alcalá, número 42, está o Círculo de Bellas Artes. Construído em estilo Art Déco, o topo do edifício é bem bacana, outro bom lugar para apreciar as vistas de Madri.

Outras atrações…

Se o seu dia começou cedo ou ainda sobrou pique para aproveitar a noite, caia na rua novamente. Os madrilenhos são animadíssimos e facilmente encontrará bares abertos até a madrugada…

Assim, passeie um pouco pela Plaza Mayor e vá em direção ao Mercado de San Miguel, que fica bem pertinho. Lá você vai se deparar com o mercado mais incrível que já conheceu. O difícil é circular por lá, pois fica lotado de gente. Delicie-se nas diversas opções gastronômicas que há por lá, cada uma com sua especialidade. E se ainda sobrar espaço no estômago experimente também o tradicional cochinillo, um leitaozinho delicioso de 21 dias, feito no restaurante mais antigo do mundo, o El Botin.

Mercado de San Miguel
Mercado de San Miguel

Parque de San Miguel

Parque de San Miguel

DSC01775

Parque de San Miguel

Restaurantes nessa região…

Outra grande atração de Madri é a sua gastronomia, assim não hesite em escolher um único restaurante para a sua refeição e experimente provar pequenas porções em alguns deles, pois “tapear” é um grande prazer e “atividade” feita com louvor pelos espanhóis e principalmente pelos madrilenhos. Nessa região encontrei alguns bem interessantes, como:

Mr. Frank: Localizado ao lado do Thyssen, é bem moderninho e querido pelos marilenhos.

Estado Puro: Segue uma decoração bem contemporânea e possui receitas reinventadas de prato tradicionais, incluindo muitas tapas como o bolinho de bacalhau, croquetas de jamón, patatas bravas, e um delicioso “pescaíto” frito, ótimo para acompanhar uma cerveja. Esse restaurante leva a assinatura do estrelado chef Paco Roncero (ganhador já de uma estrela Michelin), no entanto, os preços são bem acessíveis;

IMG_4646

Gourmet Experience: Localizado em frente ao metro Callao, este espaço funciona no último andar da tradicional loja de departamentos El Corte Inglés. Um lugar simplesmente incrível, uma disney para os gourmets. Diversas gondolas de variadas bebidas e comidinhas dividem o espaço com dez restaurantes e uma varanda com uma ótima vista da cidade. Dentre esses restaurantes eu destaco as pizzas do Al Cuadrado e ao badalado Street-XO do estrelado chef David Muñoz, que ganhou três estrelas Michelin em 2013 por seu restaurante DiverXO situado ao norte de Madri.

Gourmet Experience

El Plató: A especialidade também é tapas, mas há uma mistura com um café, restaurante, lounge e bar. Noite animada.

La Lateral: Ótimos tapas e boas cervejas por um preço acessível. Também possui diversas unidades por Madri. Mas eu conheci a da Praça Santa Ana. O espaço é aconchegante e badaladinho.

Mercado de San Miguel: Um dos melhores espaços gastronômicos que já conheci. Muito bem frequentado e não apenas de turistas. Lá você encontrará um público local jovem e bonito, com inúmeras variedades de comidas. Visita obrigatória.

El Botin: Este restaurante está aberto desde 1725 e está registrado no Guiness Book como o mais antigo do mundo. Está localizado numa ruela no centro antigo de Madri, uma taverna que abre todos os dias para o almoço e jantar há 286 anos, sem nunca ter mudado de nome ou de ramo de atividade. O prato mais famoso ainda é o cochinillo assado, um leitãozinho de 21 dias (Calle dos Cuchilleros, 17. Madrid.)

Aguardem o próximo post a continuação com as dicas de Madri.

compartilhe este post
FacebookEmailGoogle+WhatsApp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.